segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Pró-Vida

Encontrei textos críticos num blog sobre a Pró-Vida, mas, antes de tudo, é necessário atentar para não confundir a instituição mística Pró-Vida com o movimento Pró-Vida
O blog aparenta estar abandonado, ou apenas inativo, nem mesmo se sabe se as informações contidas alí são fidedignas e se a identidade do autor confere, porém, pelas vias de fato (e a contra-gosto) conheci tal instituição, em tempos infelizes, e é inegável que charlatanismo, autoajuda e pseudo-ciência compõem os eventos secretos desse grupo. Lembrar desse grupo é algo que me deixa prá baixo, mas apontar para os riscos da doutrinação religiosa é responsabilidade de todos aqueles que têm compromisso com o correto entendimento do mundo, em detrimento daqueles que tentam tornar a Fantasia elemento de importância no âmbito da Ciência.
Peço licença ao(s) autor(es) para republicar os textos abaixo, pois não obtive sucesso ao tentar contatá-los. Outrossim, o conteúdo exposto abaixo é de responsabilidade exclusiva dos mesmos.

Texto original de Carlo Sinistromano:


Carta à Pró-vida


O que você faria se um ET descesse no teu quintal com um disco voador e lhe dissesse que a partir daquele momento, todos os teus erros cometidos seriam esquecidos, sua mente desenvolveria poderes paranormais, que você seria escolhido pelo cosmos para construir um mundo melhor, ser exaurido de toda a culpa por seus atos, tornar-se o mais sábio entre as gentes, discípulo de uma mente brilhante, e tudo isso por apenas 400 reais em 4 vezes no cartão, sem juros?!!!
Parece ironia mas é assim que acontece, e muita gente da classe média tem desembolsado altas quantias de dinheiro para ter direito a estes benefícios.
Na minha trajetória como psicanalista foi comum observar o quanto queremos nos sentir importantes, e superiores no mundo, ainda mais quando, na infância, tenhamos sido acometidos de profundas frustrações. Naturalmente, isso não significa que pagar R$400,00 por um curso de aconselhamento espiritual ou desenvolvimento parapsicológico me torne uma pessoa mais ''evoluída'' que as outras, ou uma entidade guiada por um ''Força Maior'' fantasmática que só escolhe a classe média como a delegada de um ''Ideal Universal'' pregado por uma pessoa de retórica persuasiva. Não obstante, pobres não são escolhido porque não têm dinheiro? Aliás, benevolência e dinheiro juntos têm cheiro de falcatrua do mesmo modo que treinamento parapsicológico tem ginga de malandro.
2012... Muita gente tem lucrado com isso... dias atrás um desses visionários apocalípticos me disse que não haverá o ''fim do mundo'' mas sim uma ''mudança'' nesta data. Sus! Mudanças acontecem todos os anos, todos os dias - Chernobyl em 1986, as Tsunamis em 2006, Atentado às Torres Gêmeas em 2001, Gripe Suína em 2009, só para citar alguns tristes eventos. A despeito, o próprio Dia do Juízo vem sendo esperado desde a Idade Média, mas não chegou nem vai chegar. E por quê? Porque é um negócio lucrativo! Com a chegada do Fim do Mundo chegaria ao fim o lucro.



...9 meses de gravidez, 12 meses num ano, 4 fases da lua, 8 planetas, 4 estações... viu? Nem tudo é 7.

Você, pro-vidiano, já pensou na possibilidade de tudo o que você ouviu do lado de dentro do Clube de Campo não passar de um golpe estilisticamente arrojado para fisgar pessoas frustradas em algum aspecto pessoal? E se você tiver sido enganado? E se, de repente, tudo que você acredita não passasse de uma farsa. Sua vida desabaria??? Ou você encararia o mundo tal como ele é e o enfrentaria do lado de fora dos muros??? Acredito que se você conseguiu ler este artigo até este ponto então você ainda tem condições de se libertar do charlatanismo charurista! Coragem! Bem lá no fundo tentamos vestir o arquétipo misterioso de super-heroi paranormal que salvará a humanidade, dado que a fantasia do Batman tornou-se um tanto démodé. Acredite em você, não em profetas, gurus e papagaios.

Pergunte para si mesmo: na Igreja Universal as pessoas são fanáticas e alienadas? E você... se considera um fanático alienado? O que separa você deles, além do vasto poder aquisitivo?
Já parou para pensar o que, de fato, alude os termos: chave-de-prata, chave-de-ouro, terceira dimensão, macroesfera, verdade-absoluta-ao-nível-da-consciência-humana, evolução, força maior, eu maior, dentre outros? E se estas palavras não passarem apenas de conceitos ocos que permanecem ativos no imaginário coletivo do pessoal da Pró-vida apenas para controle e manipulação dos ''membros'' providianos, em benefício exclusivo da ''diretoria'', sem nada significarem?

Ah, sim! O Inconsciente Coletivo de Carl Gustav Jung foi o maior ''chute'' epistemológicodado na história da Psicanálise, sendo aceito e respeitado em grupos exotéricos, contudo, rechaçado, no mínimo, olhado com desconfiança nas academias filosóficas de verdade.

Você, de fato, constatou a manifestação de algum evento paranormal em sua vida de modo que este não deixasse dúvida alguma acerca de sua natureza? Não seria incomodo aceitar que, no mundo todo, desde o início da Modernidade, o homem tem buscado tais constatações e nada tem sido verificado? Assim sendo, por que não acreditar no deus Pastafari? Pense muito bem na resposta, pois os argumentos dos pastafarianos são os mesmos em relação ao modelo lógico adotado pela Pró-vida quando, por exemplo, se empresta E=mc² de Einstein, mas que não faz o menor sentido por vias empíricas. Isto é, tudo não passa de falácia!

Telepatia, TelecineseClarividência, Levitação... Bravo!!! Eis aqui uma pequena lista de conceitos fantasiosos oriundos dos movimentos da Nova Era, das décadas de 70 e 80.

Certa vez um amigo ex-pró-vida me disse: espíritas veem espíritos, ufólogos veem Et's, crentes veem Jesus e Pró-vidas acham que têm superpoderes. Pudera...

Pergunto-me: que motivos teria a Ciência para negar descobertas científicas tão fantásticas como a das plantinhas que se comunicam entre si, segundo constatação do psicogalvanômetro??? Não é missão da ciência investigar e reconhecer verdades? Ora! A Ciência não tem um centro de controle, como a religião ou a política, portanto ela não conspira a favor ou contra entidades. O que não é verdade simplesmente não merece crédito.

Vejo muitos membros da Pró-vida desferindo afrontas aos críticos curiosos, tais como ''Não seja infantil! Nós pelo menos fazemos algo útil''. ÚTIL??? Algo útil??? O quê??? Alienar pessoas desencorajando-as a questionar e pensar? Extorquir a maior quantia de dinheiro possível? Desestruturar famílias??? Isso é justamente o contrário da postura primordial daquilo que se reconhece como Ciência! Certa vez mencionaram as doações do dízimo a outras instituições, mas, por outro lado, isso não contradiz a postura providiana de libertar o homem de toda e qualquer dependência? Ainda me pergunto: o dinheiro não seria um ''ideal efêmero'', ao contrário do ''ideal universal'' que era pregado por Celso Charuri??? Jesus nunca cobrou seus apóstolos. Aliás, Charuri foi médico, porém jamais foi Filósofo ou Psicanalista. Não se iluda. Filósofo é quem filosofa e não quem escreve livros fajutos de auto-ajuda.
Vejo manifestações essencialmente idênticas às da Pró-Vida aqui no Brasil, como a da Igreja Universal. No entanto, os ''modos'' de manifestação são outros, e é justamente isso que me preocupa, pois, na Pró-Vida, a massa agregada da classe média detém poder financeiro suficiente para deformar o sistema político-econômico brasileiro e gerar mais dependência nesse povo que já sofreu e sofre muito com regimes alienantes gestados pela Mídia, pela Religião e pela própria Política.
E ainda dizem, orgulhosamente, que, lá dentro, todo o trabalho realizado é voluntário. Ora! Pergunto-me se Trabalho Voluntário não é outro nome para Trabalho Escravo? Será que isso não é um tipo de exploração da irracionalidade humana ingênua que, junto à Pró-Vida, faz o indivíduo se gabar de ser um ''ser evoluído'' eleito por forças cósmicas a fim de construir um ''mundo melhor'', mas que, no fundo, não passa de um bobalhão egocêntrico que paga para se sentir superior a todos e alhures ao mundo real que nunca vai acolher um lunático recalcado?
Charlatanismo e retórica! Abram os olhos! Nem tudo o que reluz é ouro!

Carlo Sinistromano


Abaixo, outro texto, aparentemente não do mesmo autor:

A Pró-Vida de Celso Charuri

A maquiagem do fracasso pessoal 
A pró-vida só é a instituição megalomaníaca que é, porque tange as pessoas a nível pessoal no dito "curso básico”, que por sua vez funciona como um engodo preparatório para uma lavagem cerebral que transcorre nos ditos "cursos" posteriores que, aliás, não passam de videos de pregações realizadas pelo finado médico Celso Charuri.
Não nota-se vigilância da parte dos monitores, mas sim uma idolatria que beira o fanatismo por parte dos membros mais “avançados”. Paulatinamente, percebe-se que as pessoas acabam por se envolver com a pró-vida imediatamente porque são pessoas que carregam alguma grande frustração consigo; seja no campo profissional, pessoal, relacional ou até mesmo sexual. Agora imagine: frustração pessoal, um líder (monitor) que se encarrega de exaurir toda e qualquer culpa ou demérito na vida da pessoa, uma proposta de desenvolvimento de poderes mentais, e tudo isso atrelado ao título de “ser evoluído”, gesta um tipo de soldado alienado que não exita em afrontar qualquer pessoa em defesa de seu próprio ego e em detrimento da Verdade (filosófico-científica).
Quanto às categorias de corpo e mente, admite-se que a sexualidade desempenha um papel importante para a manutenção da pró-vida. É comum ouvir pessoas dizendo que não é bom trocar de parceiros sexuais porque ambos acessam todas as informações do histórico mental um do outro. Com efeito, os membros desta instituição passam a preferir outros membros da mesma como parceiros sexuais ou esposos, visto que estariam em contato com as vibrações de um outro ser “evoluído”. Nada de espantoso, por sinal. Esta é a mesma estratégia que manteve a igreja católica sustentada por tanto tempo: a família é o pilar de sustentação mais sólido para qualquer religião ou seita, e lá o engodo não é diferente.

O imbecil faz o bom charlatão
Celso Charuri, antes de tudo, foi um excelente "ator". Deveras ele se formou em medicina, porém é considerado um filósofo pelos seus seguidores/voluntários, embora seja execrado pelas comunidades filosófico-científicas, por nunca ter escrito uma linha sequer de filosofia. O mais engraçado, talvez patético, é o fato de ser considerado a reencarnação de personalidades históricas tais como Robespièrre, São Francisco de Assis, Joana D'Arc e, acredite, Platão. O que é facilmente refutável, visto que chega a ser obscena a discrepância linguística entre as piegas mensagens de auto-ajuda dos livros do Charuri e a complexidade da filosofia platônica. É ver para crer! Ou, como os próprios pró-vidas dizem (mas não fazem) "quem tiver olhos para ver que veja". Infelizmente estas também são apenas flatus voces...
Em suma, Charuri é tão somente um charlatão talentoso.

As chaves de prata e de ouro do controle 
Chave de Ouro e de Prata não passam de elementos ludibriantes. Não há nada de essencial a estas palavras. São "conceitos" ocos, que permanecem ativos no imaginário dos participantes. Não passam de instrumentos de controle pessoal que a pró-vida utiliza para com seus membros, sendo muito engenhoso por sinal.
O Além, para eles não passa de um "terreno no céu". É comum ouvir pessoas dizendo, "eu sou evoluído", ou "você não está preparado". E isso porque o trabalho de inflamento do ego é tanto dentro da Pró-vida que os não-membros passam a ser considerados seres inferiores.
Os pró-vidas afirmam existir espíritos designados por funções, mas, ao primeiro olhar crítico, são pessoas tão sórdidas quanto qualquer mau político, e, além do mais, a marca do ego alienado, como a soberba são tão facilmente perceptíveis que qualquer pessoa inteligente rejeita a ideia em pouco tempo.
Ego... o que Buda diria sobre?
Mentes iguais tendem a se aproximar. E é por isso que tais membros mantém-se unidos. A grande maioria das pessoas que se pode conhecer lá compõem a massa não-crítica da sociedade, senão oportunistas, que, de alguma maneira, fracassaram na vida. Portanto, este grupo serve-se também como uma ótima muleta para uma vida que se tornou um "faz de contas" reconfortante.
O monitores dizem que em 2012 haverá um gigantesco evento catastrófico na Terra, e que, por isso, eles terão um papel importante na reconstrução do planeta. Porém, sorrateiramente, também afirmam que em 2014 a Terra já terá sido completamente reconstruída, sendo assim, o evento imperceptível. Controverso, não?
Abra os olhos!
Para esse tipo de mal não há remédio.


E o último, que também me chamou a atenção. Embora pareçam terem sido calados:

Liberdade de Expressão, doa a quem doer!

Quanto mais um ''instituição'' cresce, mais esta desperta a atenção e curiosidade de críticos. É um movimento auto-fágico. E preparem-se, porque a Pró-Vida vai sim continuar sendo denunciada por aqueles que defendem a instauração de um Estado laico, sem o domínio camuflado de instituições que se nutrem da pobreza intelectual das classes mais favorecidas economicamente.
Note: nós estamos aí dentro e conhecemos os ditos ''cursos''! Então não adianta esbravejar para pararmos, pois, para nós, a ausência de argumentos sólidos e convincentes por parte dos pró-vidas só nos provam a sua completa incapacidade de questionar. No dia em que vocês decidirem encarar a Ciência sem medo de aceitar a possibilidade de que tudo o que vocês aprenderam aí dentro não passou de charlatanismo tacanho talvez possamos nos unir para um mundo realmente ''melhor'', sem delírios e devaneios do Ego.
Lugar de charlatão é exposto ao ridículo! E este blogue, juntamente a outros, continuará agregando força em detrimento desse mecanismo de controle ideológico chamado Religião.
Neste país ainda vale a liberdade de expressão, portanto custe o que custar, continuaremos de olho e denunciando todas as manifestações de exploração da irracionalidade humana estabelecidas pelo circo do charlatanismo.
Aos membros pró-vidas já totalmente tomados pela alienação, Luz!


Carlo Sinistromano

Um comentário: